Ajude

Menu Ajude

Sala de Dança e Multimeios Fabiana Valor

 Sala de Dança e Multimeios Fabiana Valor

A Dança, que é criação espontânea dos homens, antes da linguagem oral e escrita, para festejos, idolatria e expressão, sendo o mais antigo código de comunicação dos povos, não poderia faltar no tipo de educação holística do Solar Meninos de Luz.

A beleza, a harmonia interna e externa e as expressões emotivas acompanham a dança sem necessidade das palavras e são preciosas ferramentas de vivência enriquecedora, através de movimentos, gestos, ritmo, silêncio e música.

Como a música, a Dança, informalmente, também esteve presente no Solar, desde os primeiros anos de atendimento às crianças vítimas da tragédia de 23/12/1983 na Comunidade e às centenas que foram se juntando ao grupo.

Até hoje, agosto de 2016, desenvolveu-se e aperfeiçoou-se em diversas modalidades.

Objetivos
  1. Concretizar, de forma prazerosa, através da Dança, a expressão de sentimentos, sensibilidade, afetividade e ideias, assim conjugando corpo e mente.
  2. Possibilitar novas formas de linguagem corporal (saltar, rolar, girar, esticar…) e de comunicação, favorecendo a coordenação motora, a criatividade, o processo de construção de pensamento e conhecimento, memorização e disciplina.
  3. Propiciar aos alunos experiências de pluralidade cultural – crenças, valores, formas de expressão, comportamentos, rituais, etc – dos diversos povos ancestrais e contemporâneos.
  4. Desenvolver sentimentos de autoestima e inclusão social, através da aprovação e aplausos nas apresentações públicas de Dança no Teatro Meninos de Luz e em ambientes culturais da cidade.
  5. Facilitar perspectivas profissionais para os alunos que desejarem seguir caminho profissional, como dançarinos, coreógrafos, esportistas e outros.
Metas
  1. Criação de espetáculos conjuntos a serem apresentados no Teatro Meninos de Luz e outros locais, pela interatividade da Dança com as demais oficinas de artes visuais e esportes – Música, Teatro, Artes Plásticas e Artesanais, Esportes, Capoeira, vídeo, fotografia e projetos pedagógicos diversos.
  2. Organizar apresentações de todos os tipos de dança por grupos, Academias e Centros Culturais, no teatro Meninos de Luz para incentivo à continuidade e aperfeiçoamento dos alunos das oficinas.
  3. Fornecimento aos alunos e profissionais acompanhantes de convites gratuitos para Teatros, Academias e Salas Culturais, nas apresentações de balés clássicos, outras modalidades de dança e peças musicais.
As ações práticas: oficinas

As oficinas desenvolvem modalidades e conteúdos de acordo com a idade e maturidade dos alunos.

Ocorrem duas vezes na semana, em aulas de 1 hora.

Há conteúdos gerais, como: Princípios do movimento (equilíbrio, apoios, respiração, dinâmica postural); Elementos do movimento: o quê, como, onde e com que nos movemos; Processos de dança (improvisação, composição coreográfica.

Há repertórios de 4 oficinas ministradas por professores do Studio  Valorarte, para alunos dos 6  aos 16 anos: BALLET CLÁSSICO, SAPATEADO, JAZZ, HIP HOP.

Oficina ministrada pelo dançarino e coreógrafo voluntário Prof. Fernando Barbosa: DANÇA DE SALÃO – 2 turmas de 12 a 14 anos.

Ligeiro histórico da Dança

De 1984 a 1998

No início, 1984, as crianças vitimadas pela tragédia de 23/12/1983, eram atendidas sobre extensa pedra plana na frente da Associação de Moradores do Pavão-Pavãozinho, a elas foram se juntando dezenas de outras crianças.

O trabalho era realizado através de contação de histórias usando gestuais e marcha, rodinha, ritmos com palmas, mãos, pés e corpo, formando pequenas coreografias musicais.

Com a introdução do Programa de Educação Integral desde 18/08/1991 (ainda como Projeto Prevenir), os professores do Ensino Infantil e Fundamental I eram os promotores dos projetos integrados que incluíam todas as formas de arte-cultura em especial esquetes dramáticas com dança e música, na forma de Teatro Educacional do qual a presidente do Solar era especialista e a diretora pedagógica Isabella Maltaroli, atriz.

Essas ações ocorreram portanto, anos antes da PCN – Parâmetros Curriculares Nacionais, quando a Arte foi colocada entre as disciplinas escolares obrigatórias, no ano de 1997. Entre as Artes, estava a Dança.

De 1999 a 2001 – Incentivo à Dança e música através do Teatro Educacional

Com o início das aulas de Teatro com as professoras, atrizes e diretoras Miwa Yanagizawa e Fátima Domingues entre 1999 e 2001, sendo as aulas orientadas pela direção do Solar para a modalidade de Teatro Educacional, em 2001 foi realizado o Musical Meninos de Luz, no Teatro Benjamin Constant que deu grande realce à Dança e Música.  Contava a história do Solar desde 1984 e festejava os 10 anos do Programa Educação Integral.

De 2001 a 2005: Irídeo Mendes

Com isso houve grande incentivo dos alunos para a Dança e o grande sonho era oferecer modalidades de Dança com profissionais formados. Esse ideal começou a tornar-se realidade a partir de 2001 com Irídeo Mendes, com diversos trabalhos no Brasil e exterior, excepcional dançarino e coreógrafo, que dava aulas belíssimas de jazz. Ficou até princípio de 2005, chamado para outras oportunidades profissionais. Tendo antes sido contratado por 2 anos, ficou como voluntário nos demais anos, pois a instituição não conseguia mais pagar.

De 2006 à atualidade: Studio Valorarte

Importante acontecimento em 2006: a parceria com o Studio Valorarte, de Fabiana Valor, a notável dançarina, coreógrafa de renome e atriz. Em 2016, temos a honra de tê-la conosco – 10 anos!

De início, as aulas eram de Ballet Clássico e Sapateado; depois, houve a inclusão de Jazz e Hip Hop.

As aulas são dadas através de parceria da Valorarte com o Solar Meninos de Luz.

De 2015 à atualidade: Fernando Barbosa

Em 2015, nosso funcionário do Setor de Desenvolvimento Institucional, Fernando Barbosa, extraordinário dançarino profissional, organizou a oficina de Dança Contemporânea, que realiza como voluntário.

Por que o nome Fabiana Valor na Sala de Dança e Multimeios

A notável bailarina, coreógrafa, professora de ballet e diretora artística do Studio Valorarte, com formação realizada nas mais importantes academias de dança no Brasil e no exterior, é ainda atriz e diretora de teatro, tendo antes parcerias com os inesquecíveis Domingos Oliveira e Bernardo Jablonski, em inúmeras montagens de grande sucesso teatral e musical.

No Solar dirige os grupos de Ballet Clássico e Sapateado desde 2006, sendo acrescentados a partir de 2010 as oficinas de Jazz e Hip Hop.

Tributo de gratidão

Aos professores

“Obrigada, Irídeo Mendes, por ter iniciado com tantos resultados excelentes, as aulas de jazz que encantaram alunos e Solar, de 2001 a 2005. Obrigada Fernando Barbosa, pelas aulas de Dança Contemporânea, que fez sucesso entre alunos e pais!

Obrigada professores da Valorarte, Aline Brito, Suen Garcia, Dany Possidônio e Isabella Serricella. Somos muito gratos por suas aulas de Ballet, Sapateado, Jazz e Hip Hop que encantam a todos do Solar!”

À Fabiana Valor

“Fabiana, você atua voluntariamente e junto a outro parceiro paga os professores das aulas. Com competência e carinho organiza as apresentações belíssimas, ainda buscando doações de sapatilhas e roupas para os alunos.

Você sempre nos emociona, e isso há 10 anos!

O desenvolvimento dos alunos tem sido imenso e determinante para que a educação integral no Solar seja feita com tanta alegria – dos alunos e dos pais.

Obrigada, Fabiana Valor, por nos honrar com seu nome na Sala de Dança do Solar!”

Solar Meninos de Luz
Presidente e Diretores

Oficina de Balé.
Oficina de Hip Hop.
Oficina de Dança de Salão.

Novidades